Loteamentos
e Incorporação
Av. Higienópolis, 70
Londrina - PR
Segunda à sexta-feira
8h - 18h | Sáb 8h - 12h
Atendimento
(43) 3373-7979

As variedades de pimenta e seus diversos benefícios para a saúde

Emagrecimento, combate a doenças e fortalecimento da imunidade são algumas das ações provocadas pelo consumo regular de pimenta.

 

Pimentas e seus benefícios para a saúde

Você conhece os diferentes tipos de pimentas e suas propriedades?

 

Quando se fala em pimenta geralmente se pensa no sabor acentuado e picante dela, não é mesmo? Também lembramos das comidas tipicamente apimentadas da culinária baiana, tailandesa e mexicana.

As pimentas, de uma maneira geral, costumam ter um sabor forte e marcante, então não é todo mundo que tem por hábito consumir. Mas se a gente soubesse o quanto faz bem pra saúde, certamente incluiríamos mais no nosso cardápio.

Ação antioxidante, anti-inflamatória, antibacteriana, controle do diabetes, do colesterol, da circulação, combate ao câncer, estresse, depressão e dores em geral, além de melhora do metabolismo e da imunidade são alguns dos muitos benefícios da pimenta!

Vamos falar dessas e outras ações que o consumo desse fruto causa ao organismo, além de conhecer um pouco mais sobre os diferentes tipos e as melhores formas de incluir a pimenta no cardápio do nosso dia-a-dia.

Por trás de toda aquela ardência tem muita coisa boa, quer ver?

 

Propriedades da pimenta que fazem a diferença

Todo alimento tem suas propriedades nutricionais, valor energético e substâncias particulares que agem no nosso organismo de alguma forma. É a ação deles em conjunto que trabalha o metabolismo e algumas dessas propriedades são determinantes.

No caso da pimenta, o “carro-chefe” nutricional é a capsaicina, uma substância termogênica e digestiva que também é responsável pelo sabor picante característico do fruto. Ela, juntamente com um composto de nutrientes como vitaminas A, C, B, K, além do potássio, ferro, magnésio e manganês fazem da pimenta um alimento poderosíssimo.

Já falamos dos diversos benefícios promovidos pelo consumo de tomate e vimos como ele é incrível para a saúde, lembra? Assim como o licopeno é um dos elementos principais para o tomate, a capsaicina está em abundância na pimenta e tem uma ação fundamental para o organismo!

Por ser um termogênico natural, ela eleva a temperatura do corpo e faz com que as células recorram às gorduras extras pra compensar o desgaste energético do metabolismo. É isso que faz a gente sentir aquele calor típico de quando consumimos algo apimentado!

Além disso, a capsaicina tem um efeito analgésico que alivia dores e desconfortos do corpo, relaxando as tensões e dando aquela sensação de estar levemente anestesiado ao comer pimenta.

Então vem entender como isso tudo interfere no nosso organismo!

 

1 – Redução do Apetite e emagrecimento

 

A pimenta tem propriedades que reduzem o apetite e ajudam a perder peso

Sabia que a pimenta tem propriedades que reduzem o apetite e ajudam a perder peso? (Foto: Mega Curioso)

 

 

Como já dissemos, a capsaicina aumenta a temperatura corporal, acelerando o metabolismo. Acredita que isso age diretamente no nosso apetite e pode ajudar no que às vezes a gente tanto busca, que é emagrecer?

Pois é verdade! O aceleramento do metabolismo estimula o sistema nervoso, que libera adrenalina, noradrenalina e catecolaminas, substâncias que agem diretamente no controle e redução do apetite.

Isso significa que aquela vontade inconveniente que dá de comer toda hora, principalmente quando estamos tentando emagrecer, é significativamente reduzida com o consumo frequente e regular da pimenta!

Além disso, como a temperatura do corpo aumenta e as células são obrigadas a recorrer ao estoque de gordura para compensar esse gasto de energia, automaticamente eliminamos uma parte desse extra tão indesejado. Ou seja, emagrecemos!

Como se não fosse bom o suficiente eliminar peso e controlar o apetite, os antioxidantes presentes na pimenta combatem os radicais livres e inflamações, reduzindo a chance de acumular mais gordura com facilidade, principalmente na barriga.

Quer mais? Tem muitas vantagens pela frente!

 

2 – Prevenção de doenças cardíacas

Claro que a gente não quer só estar com o corpo em dia. Emagrecer bem é emagrecer com saúde e nisso a pimenta é especialista! Além de ajudar a perder peso, as propriedades nutricionais dela auxiliam no combate ao colesterol e evitam problemas do coração.

 

A pimenta auxilia no combate às doenças do coração

O consumo regular e dosado de pimenta auxilia no combate às doenças do coração. (Foto: Cofemac)

 

A capsaicina, em conjunto com as vitaminas A, B e C, favorecem a não formação de coágulos e expandem os vasos sanguíneos, propiciando um fluxo mais livre na corrente, além de ajudar a impedir o acúmulo de gordura nos vasos.

Isso significa reduzir e prevenir doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral (AVC), diminuindo os riscos de infarto e problemas circulatórios. Aliado a isso, o potássio presente na pimenta ajuda a manter a pressão arterial boa e os níveis de colesterol controlados.

Ou seja, quer ter um coração saudável? Inclua a pimenta no cardápio!

 

3 – Controle do Diabetes e dos níveis de açúcar no sangue

Mais um incrível benefício da pimenta pro nosso corpo é que ela é capaz de controlar a glicemia no sangue. O açúcar em excesso no organismo sobrecarrega os órgãos e afeta diretamente o funcionamento deles, que é o que acontece quando alguém tem diabetes.

Essa disfunção é causada pelo falha total ou parcial do pâncreas na produção de insulina, hormônio responsável pela regularização dos níveis de açúcar no sangue.

As propriedades nutricionais da pimenta, sobretudo a caiena, auxiliam justamente na absorção da glicose, papel até então desempenhado pela insulina. E para os diabéticos, isso é fundamental, porque manter os níveis de açúcar bem controlados é uma tarefa árdua e trabalhosa.

 

Pimenta ajuda no controle da diabetes

Poderosos nutrientes da pimenta ajudam no controle dos índices glicêmicos no sangue. (Foto: Blog Vida Saudável)

 

Lembra que falamos da ação analgésica da pimenta? Aqui ela também está presente, aliviando dores causadas pela neuropatia diabética, uma complicação que lesiona os nervos causando fortes dores ao portador da disfunção.

Além de controlar melhor o diabetes e prevenir doenças cardíacas, você sabia que o consumo de pimenta ajuda a prevenir células cancerígenas?

 

4 – Prevenção do câncer

Como dissemos, a pimenta é repleta de antioxidantes que agem diretamente no nosso organismo. Um dos benefícios dessas substâncias é ajudar a impedir a alteração das células, que é o principal motivo gerador de câncer.

As propriedades da pimenta são consideradas antimutagênicas e quimiopreventivas, porque fazem uma espécie de ligação proteica com a membrana de algumas células. Essa relação é justamente o que previne a mutação celular e o câncer de próstata, mama, ovários e outros tipos.

 

Pimenta ajuda na prevenção contra o câncer

Os agentes antioxidantes presentes na pimenta ajudam na prevenção de vários tipos de câncer. (Foto: Vivo Mais Saudável)

Aliás, você sabia que os antioxidantes são responsáveis por diversas benfeitorias no nosso organismo? Vamos falar um pouco mais sobre eles!

 

5 – Agentes Antioxidantes, Anti-inflamatórios e saúde da pele

Quase todas as variedades de pimenta incluem em sua composição a capsaicina e agentes antioxidantes, umas em maior concentração, outras menos.

Os antioxidantes, como já vimos, previnem e controlam doenças graves como diabetes e câncer, combatem os radicais livres, melhoram a digestão e aliviam a dor. Além disso, eles ainda evitam o envelhecimento precoce, favorecendo a produção de colágeno.

Esses agentes, juntamente com a Vitamina C, atuam em favor da pele através do estímulo à formação de colágeno, que é exatamente o que impede o aparecimento de rugas, pés de galinha e outras marcas de expressão devidas à exposição solar imprópria e a uma alimentação pobre em nutrientes.

Várias marcas e produtos de beleza utilizam as propriedades da pimenta em sua composição, sabia?

A beleza e a saúde da pele são preservadas também pela ação das substâncias anti-inflamatórias, em especial da nossa toda poderosa capsaicina, que livram o corpo de inflamações, ameaças de infecções e consequentemente fortalecem o sistema imunológico.

É como se o corpo se revestisse com uma armadura contra vírus e bactérias! A ação anti-inflamatória da pimenta também melhora a coceira e feridas causadas por psoríase, que é uma doença comum que causa irritação e vermelhidão na pele.

Como vimos, consumir pimenta tem uma infinidade de benefícios que a gente nem imaginava e vai muito além de ser aquele frutinho ardido e super picante.

Aliás, nem todas tem sabor apimentado, sabia? Vamos conhecer um pouco mais das variações de pimenta!

 

Variedades de pimenta

Diversos formatos, tamanhos, cores e sabores. Você conhece as variedades de pimenta? (Foto: Cozinha da Matilde)

 

Como são muitas, traremos aqui apenas as mais comuns e conhecidas: 

Pimenta Dedo-de-Moça

Uma das mais comuns no nosso cotidiano, a dedo-de-moça é a tradicional pimenta vermelha, também conhecida como pimenta-calabresa, quando está desidratada em pequenos pedaços. Tem uma ardência leve segundo a escala Scoville, que confere o grau de pungência de cada variedade.

Por ser saborosa e não tão picante, a dedo-de-moça é muito utilizada na culinária de diversas formas: fresca, em conserva e em molhos.

 

Os benefícios da pimenta dedo de moça

A pimenta dedo-de-moça ou calabresa é uma das mais comuns e saborosas da culinária. (Foto: Sabiá Alimentos)

 

Pimenta Malagueta

Você certamente já ouviu falar dessa, uma variedade um tanto mais picante que a dedo-de-moça. Tem um nível de ardência mais acentuado, sendo classificada em grau 7 pela Scoville.

Pra se ter uma melhor noção de sabor e ardência, a Malagueta é utilizada em iguarias tipicamente apimentadas como os acarajés. Muito saborosa, mas aprecie com moderação!

 

Os benefícios da pimenta malagueta

A pimenta malagueta é famosa por ser ardida e deliciosa! (Foto: Casa e Jardim)

 

Pimenta Jalapeño

Originalmente mexicana, a Jalapeño é mais consumida lá e nos Estados Unidos. Tem um grau moderado de pungência e é muito utilizada na culinária em forma de molhos, conservas, desidratada, em pó e até mesmo defumada, quando recebe o nome de chipotle.

 

Benefícios da pimenta mexicana Jalapeño

A pimenta mexicana Jalapeño é moderadamente picante. (Foto: Gazeta do Povo)

 

Benefícios da pimenta Jalapeño

Após ser defumada, a Jalapeño recebe o nome de Chipotle. (Foto: De Cabrón)

 

Pimenta Caiena

Esta é uma pimenta de média pungência, com uma ardência intermediária e sabor suavemente amargo. Originária da Guiana Francesa, também é chamada de Cayenne e é classificada em grau 6 pela escala Scoville.

Muito indicada no combate à diabetes e ao controle dos níveis de glicose no sangue.

 

Benefícios da pimenta Caiena

A pimenta caiena ou cayenne é um poderoso e saudável alimento. (Foto: Sabiá Alimentos)

 

Pimenta-do-Reino

Com variedades de cores verde, branca, vermelha e preta, essa talvez seja a mais comum da nossa culinária. É uma especiaria que vem da Índia e é muito utilizada como tempero para carnes de boi, aves e peixes. Tem um sabor marcante, forte, mas a ardência é bem leve, ideal para um condimento.

 

Benefícios da Pimenta do Reino

Comum na mesa dos brasileiros, a pimenta-do-reino tem quatro variedades. (Foto: Grupo de Estudos em Alimentos Funcionais)

 

Pimenta Habanero

Esta variedade é altamente picante, recebendo um robusto 8 na classificação de pungência Scoville. Seu sabor é acentuado e é mais utilizada em molhos, devido ao alto grau de ardência. Portanto, cautela na hora de consumir esse tipo de pimenta!

 

Benefícios da pimenta Habanero

Muito picante, a pimenta Habanero é indicada para os mais resistentes! (Foto: Blog Acontece)

 

Pimenta Biquinho

Esta é a melhor sugestão para os amantes de pimenta, mas não tanto da ardência dela! A biquinho traz em si todo o sabor marcante típico das pimentas, mas não arde. E é deliciosa!

Muito utilizada em saladas e aperitivos, pode ser consumida inclusive crua e pura. Vale a pena experimentar.

 

Benefícios da pimenta biquinho

Suave e saborosa, a pimenta Biquinho combina muito bem com saladas e petiscos. (Foto: Ita’s Bistrô)

 

Pimenta Carolina Reaper

Para os fortões de plantão, deixamos a título de conhecimento e curiosidade a descrição da pimenta Carolina Reaper, simplesmente classificada pela escala Scoville como a pimenta mais forte do mundo!

 

Esta variedade é originária do estado da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, e recebeu este título devido à sua extrema ardência, constando inclusive no Livro dos Recordes, o Guiness Book, desde 2013.

Para se ter uma noção do grau de pungência desta pimenta, é obrigatoriamente necessário utilizar luvas no seu manuseio para que a pele não seja danificada pelo simples contato. Você arriscaria?

 

Benefícios da pimenta Reaper

A pimenta Carolina Reaper foi classificada como a mais picante do mundo! Vai encarar?

 

Claro que as propriedades nutricionais e benefícios da pimenta estão presentes em todos os tipos, então ninguém precisa consumir as mais picantes para ficar saudável! Existem inúmeras variedades de pimenta, ou seja, tem pra todo gosto!

O mais importante é incluir o consumo regular deste alimento tão importante no nosso cardápio, mesmo que de forma cautelosa e discreta. O exagero também não é indicado, porque excessos nunca fazem bem, né?

O consumo só deve ser evitado para pessoas que têm problemas gástricos e reações alérgicas à pimenta, então se é o seu caso, fique atento!

Existem diversas formas de consumir a pimenta de maneiras agradáveis e até mesmo quase imperceptíveis para quem não aprecia muito o sabor. Em conserva, molhos, in natura, condimentos em pó, geleias, receitas salgadas e até doces.

Doces, sim! Já ouviu falar de chocolate com pimenta? Fizemos uma publicação especial de receitas para aproveitar o chocolate que restou da Páscoa, corre lá e aprenda como fazer trufas deliciosas de chocolate com pimenta!

É sucesso garantido, viu? Misturar a suavidade doce do chocolate com o sabor picante da pimenta é uma delícia que você precisa experimentar.

Encontre seu tipo preferido de pimenta, inclua em suas receitas, tempere, diversifique e desfrute de todos os benefícios que ela pode trazer para a sua saúde!

 

por Camila Viol.

 

Fontes: Mundo boa Forma | Agemed | Tua Saúde | Pimentas Online | Mundo Conectado