Loteamentos
e Incorporação
Av. Higienópolis, 70
Londrina - PR
Segunda à sexta-feira
8h - 18h | Sáb 8h - 12h
Atendimento
(43) 3373-7979
11 maio 2019

Ser mãe, uma profissão de amor e dedicação

Uma singela homenagem a todas aquelas que são vocacionadas ao amor!

 

Feliz dia das mães

(Imagem: Mãe Pop)

 

Quem um dia poderá explicar o que é ser mãe?

O generoso ato de ser e viver para aquele que ela criou e cuidou com toda a força que pode comportar um sentimento é, e sempre será, uma incógnita para nós, meros leigos no ministério de amar.

Amor de mãe é um caso atípico, uma condição própria que só quem vive o desafio da maternidade pode saber. Mais do que passar por uma longa e difícil gestação, ser mãe consiste na coragem de formar um novo ser e prepará-lo para o mundo.

E quando nem nós sabemos ainda das dificuldades que a vida nos trará, ela já está ali, nos resguardando e aconselhando com sua sabedoria única. Mãe parece que já nasceu pronta para a arte de educar e amar.

Mas a verdade é que não, elas não nasceram prontas! Só elas sabem o quão difícil e desgastante pode ser colocar uma nova vida no mundo e criá-la de forma digna. Quantas dores, angústias e aflições.

Quantas noites em claro, quantas preocupações ao ver seu filho adoentado, quanto cansaço em ser mãe após um longo dia de trabalho. Quantas dificuldades financeiras quando há mais uma boca para alimentar, mais um corpo para aquecer e mais um coração para proteger.

Mas, se há desafio na maternidade, há também superação. E nisso, elas são mestres.

Essa exímia habilidade de vencer desafios vem justamente do fato de que eles nunca terminam. Ser mãe é um exercício constante, um aprendizado diário, uma profissão eterna. A cada dificuldade superada, uma nova preocupação surge, porque amar é doação, é entrega, é instinto, é dom.

Mesmo diante de todos esses desafios e obstáculos que surgem no caminho, ela não se deixa abater. Porque, não tem jeito, aconteça o que acontecer, mãe não desiste da sua cria. E, se pudesse, passaria por cada noite mal dormida de novo para proteger quem ela ama.

Porque amor de mãe é fonte inesgotável, e não há o que explique isso. É esse segredo que torna a mágica possível e faz parecer que aquele simples colo de mãe tem poder de cura e é capaz de nos reerguer quando não temos mais de onde tirar forças.

Esse dom sobrenatural que só elas têm permite nos sentirmos seguros quando recorremos a elas, por mais vividos e experientes que sejamos. Porque mãe é insubstituível! Quem, como elas, sabe ensinar de forma tão bela e efetiva os deveres da vida?

Quem mais sabe ser firme e amável aos mesmo tempo? Quem é capaz de corrigir os erros sem deixar de orientar com doçura? Quem consegue colocar no mesmo espaço as incoerências que existem em compreender e repreender ao mesmo tempo?

Dia das Mães

(Imagem: blog A questão)

 

Mãe ama nos detalhes, mesmo quando a gente não percebe. Ama sem limites, sem preconceitos, sem restrições. Ama de forma genuína, honesta e, por isso, tão intensa. Na profissão de ser mãe, não há espaço para incertezas: ama-se e pronto.

Se hoje nos vemos prontos para o mundo é porque alguém, incansavelmente, nos orientou sobre as pedras no caminho. Entre brigas e abraços, beijos e puxões de orelha, lágrimas e sorrisos, ela está lá, firme no propósito de nos ensinar o que é amar.

A profissão mãe exige paciência, sabedoria, cautela, disposição. Porque a ela se incumbe o maior dos desafios: transmitir bons valores e princípios para formar homens e mulheres de bem.

Sabemos que mãe não é profissão, mas se o fosse, certamente seria a de professora, capaz de dominar, como ninguém, a arte de lecionar Vida.

A todas as dedicadas e incansáveis professoras de amor, a quem chamamos de Mãe, o nosso imenso carinho e gratidão!

 

por Camila Viol.